Audiência pública sobre o patrimônio arqueológico é realizado no Distrito de Rolim de Moura do Guaporé

Uma Audiência Pública foi realizada nesta quarta-feira (07), no Distrito de Rolim de Moura do Guaporé, para tratar do patrimônio arqueológico do Distrito. Pesquisas realizadas apontam a existência de três sítios arqueológicos naquela localiade. O evento contou com a presença de diversas autoridades, como a Procuradora Federal Dr.ª Thais, que conduziu a audiência, representante do Estado Dr. Lauro Fernandes, Prefeito Carlos Borges, Dr. Wesley Procurador do Municipio, senhor Claudionor Coordenador Regional da FUNAI, Capitão Davi Machado representante da SEDAM, Ana Isabele arqueológa do IPHAN, Dr. Eduardo procurador da FUNAI. Também esteve presente a Arqueóloga Silvana da UNIR, William Coimbra do INCRA, que é Coordenador da Regularização quilombola.

Durante a audiência pública o representante da UNIR, Professor Eduardo especialista em arquilógia falou sobre o que se tratava a audiência pública, e explicou a necessidade de se fazer um estudo sobre o patrimônio arqueológico existente na localidade, estudo esse que levará cerca de 5 anos, onde na primeira fase será feito uma medição para diagnosticar o tamanho deste sítio arqueológico. Já segunda fase são escavações com o objetivo de encontrar os vetígios pré-históricos dos povos que ali viveram que poderão ser utilizados num possível Museu.

No primeiro momento esse material coletado será levado para o laboratório da UNIR – Universidade Federal de Rondônia, e possivelmente o ideal é que se fizesse um museu na comunidade que poderá ser explorado futuramente como mais uma atração turistica, já que a região tem esse atrativo.

Após foi aberto espaço a comunidade do distrito para dar sua opnião concordando ou não com esse estudo. Várias lideranças se manifestaram e concordaram com os trabalhos, pois o poder público não está podendo fazer investimentos essenciais para a população, devido a existência dos vestígios desse sítio arqueológico. Após ficou definido que será feito um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre Município, e os outros orgãos envolvidos para que se desenvolva os trabalhos, e que a população possa ter benefícios como, em infra-estrutura melheorando a qualidade de vida da populacao.

O Distrito tem pelo menos noves etinias entre povos Indigenas e Quilombolas, em sua fala o Prefeito Carlos Borges, disse que o Municipio tem o respeito pelo passado, pois se trata da história do lugar, mais que também nao podemos deixar de cuidar da atual população, que precisa dos investimentos principalmente na área da Saude, redes de água, e estradas, beneficiando assim toda a comunidade.

print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *